São Luís do Maranhão – da colonização européia ao reggae da Jamaica da Europa a Jamaica | audio

ALTERAR TAMANHO DAS LETRAS

Indique o site a um Amigo



São Luís do Maranhão – da colonização européia ao reggae da Jamaica da Europa a Jamaica
Escrito por Adriane Lazaroto   
Qui, 03 de Maio de 2012 11:14

Compartilhe esta matéria

São Luís do Maranhão – da colonização européia ao reggae da Jamaica



Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.



São Luís do Maranhão – da colonização européia ao reggae da Jamaica

Sonoplastia – Barulho de mar

Sonoplastia - Navio atracando

Trilha sonora - francesa

Atracando os navios em terras maranhenses foi o caminho que os franceses chegaram ao Brasil em pleno século 17. Aqui se encantaram pelas índias.

Sonoplastia - guerra

Mas os portugueses não deixaram os então estrangeiros ficarem. Logo travaram batalhas e retomaram os portos da cidade ao norte do Brasil.

Trilha sonora – portuguesa

E assim, os portugueses descobriram o Maranhão, ou melhor São Luis que viria a ser a capital do estado. Trilha sonora - caribenha

Outra região que influenciou a história de São Luis foi o Caribe. A música caribenha seria a responsável por ter trazido para a cidade o reggae como conta Ademar Danilo o idealizador do primeiro programa de reggae no Brasil.

“São Luis tem uma tradição de receber bem as músicas do Caribe. Veio a salsa, veio o mambo, veio principalmente o ritmo chamado Kadan. Então nestes discos de Kadan sempre vinha um ou dois reggaes. E as pessoas começaram a se atentar para aquele ritmo diferente. Iniciozinho da década de 70. O reggae passou a ser apreciado sem que as pessoas soubessem que aquele ritmo diferente chamava reggae”.

Trilha sonora: reggae

O reggae é uma das marcas registradas de São Luis. Foi ouvindo um reggae que Gilberto Gil ajudou a divulgar o ritmo pelo país.

“Com o sucesso principalmente de Bob Marley, Peter Tosh, principalmente, as pessoas souberam que aquele ritmo que já domina se chamava reggae. O disco de Jimmy Cliff trouxe uma versão dele para uma música de Bob Marley chamada de No woman no cry. Gilberto Gil ouviu essa música em uma das praia de São Luis se apaixonou por essa música e nos anos 80 acabou fazendo a versão dela, a versão de no woman no cry ele fez como não chore mais”.

Sob trilhas

Sonoplastia RADIOLAS

Além do reggae, outra característica sonora na capital do Maranhão são as radiolas.

“É o nome que foi dado para a antiga vitrola. Com a chegada do reggae a radiola foi popularizada. É mais umas das identificações entre São Luis do Maranhão e a Jamaica. Porque na Jamaica também o reggae cresceu através de uma coisa chamada de saint pitsbour. É um equipamento de som onde os djs jamaicanos faziam as grandes festas de reggae”.

Sonoplastia – folheando livros

Paródia – Minha terra tem palmeiras onde cantam os sábios, as aves que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá...

Trilha sonora - instrumental

São Luis não é só música. É também chamada de Atenas Maranhense uma alusão à cidade grega. Alguns escritores que se tornaram famosos tiveram ligação com a cidade. Caso de Gonçalves Dias que é um exemplo inclusive da mistura brasileira por ser filho de português com uma mestiça.

Trilha sonora

Além da literatura e música, São Luis é também referência na arquitetura. As paredes do centro histórico são compostas por mais de 107 mil azulejos. Retrato da herança portuguesa que instalou nas casas como proteção do calor. Por essa harmonia de cores e da arquitetura a Unesco concedeu a cidade o título de patrimônio cultural da humanidade.

Sob trilha

São Luís do Maranhão, da colonização européia ao reggae da Jamaica é um audiodocumentário do site audiodocs. Locução Cristiano Vital, roteiro de Adriane Lazaroto, produção de Paulo Volski. Agradecimento especial à Ademar Danilo






Última atualização em Sex, 03 de Maio de 2013 10:34